quinta-feira, 27 de maio de 2010

Pensamentos soltos...

É, não sei se sinto inveja ou se sinto náuseas dessa gente que ama tão de repente e com tanta intensidade. É sempre tudo tão para sempre que vive se acabando por aí.
Eu? Chego a ter raiva das poucas vezes que recebo um "eu te amo", ou que me sinto na obrigação de dizer por sentir esse tal amor por pessoas importantes.
Fico achando tão banal aquela facilidade, porque soa tão superficial e dá aquela impressão de felicidade inventada.
Mas será que é melhor ser tão vulnerável a amar tanto da boca para fora ou ficar inflexível sentimentalmente? Na balança, os dois lados estão sempre infelizes mesmo.
Aaaah! Seja o que você quiser, mas por favor, ainda prefiro que não me ame só de sacanagem.

Larissa C.

1 comentários:

Amanda Vieira, disse...

Concordo plenamente.
As pessoas banalizaram esse sentimento, dizem ''eu te amo'' como se dia '' bom dia ''.
Também odeio essa obrigação, me sufoca demais!

29 de julho de 2010 11:45

Postar um comentário

 

©2009Modo de usar | by TNB